Número de calouros com contrato estudantil cai pelo terceiro ano consecutivo

Você sabe como funciona o Financiamento Estudantil, o popularmente conhecido FIES 2020? Não? Então conheça a seguir mais esta ferramenta para que você possa ingressar na faculdade com um financiamento estudantil e com o pagamento bem facilitado, cabendo no seu bolso. Confira!

Este programa criado pelo governo Federal em 1999 e gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), tem como objetivo conceder através de contratos de financiamentos, créditos para que estudantes universitários matriculados em instituições privadas de ensino superior custeiem as mensalidades de seus cursos de graduação superior no início de cada semestre.

Os estudantes interessados têm a oportunidade para participar do processo seletivo dos novos contratos de financiamento.

Inscrições no FIES 2020

Para realizar a inscrição FIES 2020, o estudante deve acessar o endereço eletrônico FIES de 2020 e realizar o cadastro na opção “primeiro acesso”. Neste campo você deverá informar os seus dados pessoais como número de CPF, RG, data de nascimento.

O estudante deve obedecer aos seguintes requisitos para conseguir se cadastrar no FIES:

  • Renda familiar de no máximo 2,5 salários mínimos por pessoa da família;
  • Ter participado de alguma edição do ENEM entre os anos 2010 e 2020;
  • ter uma nota acima de 0 (zero) na prova de redação do ENEM e nas provas de conhecimentos, acima de 450 pontos.

Como Funciona

Com uma taxa anual de cerca de 6,5%, com condições para quitar o financiamento são consideradas uma das melhores condições dentro do mercado financeiro atual.

O contrato do FIES 2020 é dividido em 3 fases:

Na primeira fase, é o período em que o estudante, efetivamente, utiliza o recurso financeiro do FIES 2020. Durante esta fase ele tem a obrigação de a cada três meses realizar o pagamento no valor de R$ 50,00 ao banco financiado, valor referente aos juros incidentes do contrato.

A segunda fase é a carência. É nesta fase que o estudante ingressa no mercado de trabalho e se organiza financeiramente. Ainda referente ao valor dos juros do contrato, são pagos durante mais 18 meses o valor de R$ 50,00 para só daí começar a pagar o valor do financiamento.

A terceira e última fase é a fase de amortização. Aqui é calculado todo o saldo devedor do estudante, que pode ser calculado em até 3 vezes o tempo em que o estudante utilizou o FIES 2020, podendo, ainda, ser acrescentado durante mais 1 ano.

Novas Regras

O financiamento do FIES 2020 e a bolsa de estudos do Prouni, pode ser utilizado simultaneamente apenas até o ano de 2014. A partir daí não foi mais possível.

No ano passado o MEC anunciou diversas mudanças no programa que acabaram afetando muitas pessoas, isso propositalmente para poderem reduzirem gastos e tornar o programa de financiamento ainda mais difícil de conseguir.

Os estudantes que faziam uso dos benefícios para estudar com bolsa integral para mais de um curso e mais de uma instituição de ensino, teriam que fazer a escolha entre um dos benefícios, já que os dois juntos não poderiam mais ser utilizados, ou seja, ou você optava pela bolsa do Prouni ou pelo FIES, a não ser que a sua bolsa do Prouni fosse de apenas 50% do curso.

Educa Mais Brasil é alternativa para alunos que não conseguiram Fies.

Desde o começo do ano um assunto tem chamado bastante a atenção de estudantes por todo o Brasil, é o FIES que deu vários problemas e em consequência disso muitos alunos acabaram ficando sem a oportunidade de fazer a contratação do Financiamento e assim conseguir estudar, além disso, muitos alunos não estão conseguindo fazer a renovação e estão à procura de novos meios para conseguir pagar o curso, por isso vamos falar um pouco mais sobre os problemas do fies 2020 e também sobre uma alternativa ao fies, confira.

Fies 2020

Os problemas nos FIES começaram devido a uma mudança em várias regras do Fundo de Financiamento Estudantil, com essas mudanças o portal SisFies teve que passar por uma reformulação completa e acabou ficando um bom tempo fora do ar, fazendo com que muitos alunos não conseguissem concluir as inscrições para o fies 2020.

Fies Educa Mais Brasil

Se você perdeu o prazo ou não conseguiu se inscrever para o FIES devido às novas regras ou ao problema no portal oficial não se preocupe, aqui nós vamos falar sobre um programa que poderá ser a solução de muitos estudantes, é o Educa Mais Brasil, um programa que existe há mais de 11 anos e é uma excelente opção para quem não tem condições de arcar com todos os custos de um curso superior.

Através do Educa Mais Brasil é possível conseguir bolsas de estudo de até 70%, o programa é do Instituto Educar e conta com muitas instituições de ensino parceiras do projeto.

Educa Mais Brasil – Quem pode participar?

Todo mundo que não tem condições de arcar com as despesas total de um curso superior em uma universidade particular que esteja há pelo menos 6 meses sem estudar. O primeiro passo é acessar o site https://www.educamaisbrasil.com.br/ e realizar a inscrição Educa Mais Brasil 2020. O programa mandará um e-mail aprovando sua inscrição e aí é necessário passar por um processo seletivo onde o estudante será aprovado ou não para participar do programa.

Caso seja aprovado é só ir até a instituição escolhida na hora da inscrição e fazer a matrícula, depois de acabar o curso o estudante não estará devendo nada nem para a universidade e nem para o Educa Mais Brasil.

Expectativa em relação ao exame nacional do ensino médio

Inscrição Enem 2020 – Existe muita expectativa com relação à publicação do edital de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2020) que deve ser publicado em maio. O edital traz todas as informações que o aluno precisa saber para fazer sua inscrição.

Na última edição, cerca de 9 milhões de alunos participaram do exame. O edital anterior foi publicado no início de maio e a prova foi em novembro. A expectativa é que o cronograma deste ano seja parecido com o do ano passado.

Conforme o cronograma dos últimos anos, em maio deve ser publicado o edital com toda a informação sobre a inscrição Enem 2020 e data das provas. Na última edição, estas ocorreram nos dias 8 e 9 de novembro. As provas são realizadas em todos os Estados da Federação e Distrito Federal.

O edital Enem 2020 deve ser publicado no site do INEP para você poder acessar para imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU Simples). O valor da inscrição será no valor de R$ 35,00.

Alunos do sistema de ensino COC fazem simulado do Enem.

Isenção da Inscrição ENEM

No ato da inscrição Enem INEP, no site ainda a ser divulgado, você deve escolher a opção Declaração de Carência Socioeconômica. Para evitar erros, siga as indicações que serão publicadas no edital.

Cartão de Confirmação

O Cartão de Confirmação Enem contém todas as informações do participante do Enem 2020 e será enviado pelos Correios para o endereço informado no ato do ENEM 2020 inscrições. Também estará disponível eletronicamente, em endereço ainda a ser divulgado pelo edital.

Enem INEP

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) criado em 1998 tem por objetivo avaliar o desempenho do estudante de educação básica afim de contribuir para a melhoria da sua qualidade.

Para o acesso ao ensino superior, o resultado Enem 2020 pode ser usado em uma única fase de seleção ou podem ser combinados com os processos seletivos das universidades.

O Enem 2020 INEP também é a porta de entrada para os programas oferecidos pelo Governo Federal, como:

  • Programa Universidade para Todos (ProUni);
  • Ciências sem Fronteiras;
  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu);
  • Sistema de Seleção Unificada de Educação Professional e Tecnológica (Sisutec);
  • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Especialistas apontam livros de estudo para o Encceja 2020

O Encceja, ou Exame Nacional para Certificação de Competências de jovens e Adultos, oferece oportunidades para jovens que não tenham concluído o ensino fundamental. O exame é uma forma de avaliar mediando às competências e habilidades de jovens e adultos, morando no Brasil e no exterior, em nível de conclusão do Ensino Fundamental. É importante saber que é opcional a adesão ao Encceja 2020 pelas secretarias de Educação (dos Estados, Distrito Federal e municípios)

Esta adesão é efetivada, formalmente, pela manifestação de interesse e posterior assinatura de Termo de Compromisso de Cooperação Técnica e/ou Convênio enviado pelo Inep.

Confira a baixo o livro de estudos, você pode fazer o download do arquivo no site. (o arquivo vem no formato PDF)

  • Livro do Estudante (Ensino Fundamental)
  • Ciências
  • História e Geografia
  • Língua Portuguesa
  • Matemática

Livro do Estudante (Ensino Médio)

  • Ciências Naturais
  • Linguagens e Códigos
  • Matemática

Livro Introdutório

  • Livro Introdutório

Livro do Professor

  • História e Geografia
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • Língua Portuguesa, Língua Estrangeira,
  • Educação Artística e Educação Física
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias
  • Matemática
  • Matemática e suas Tecnologias.

Certificação de conclusão de estudos poderá ser obtida através do ENCCEJA

O Enem – Exame Nacional do Ensino Médio vai poder servir como certificação de conclusão do Ensino Médio, que está sendo substituído pelo antigo Supletivo. Agora o resultado ENCCEJA 2020 é somente usado para certificação do Ensino Fundamental e o Enem para o Ensino Médio.

Só receberá o certificado quem tiver a idade de 18 anos para quem estiver interessado vão ter que se inscrever para o Enem e realizar as provas juntamente com os outros estudantes, o boletim com o desempenho do exame do candidato deverá ser levado á secretaria de educação para o reconhecimento (o boletim é entregue via correio).

As inscrições para o supletivo de 2020 para o ensino médio já foram abertas que ocorreu no dia 03 a 17 de novembro gratuitamente.

Para mais informações sobre os supletivos de ensino médio para 2020 acesse o seguinte site: www.educacao.sp.gov.br. Aproveite!

Quanto ganho um advogado

Para se tornar advogado é necessário um bacharel de direito e ser aprovado na prova da Ordem dos Advogados do Brasil, OAB. A prova da OAB é conhecida pelo elevado grau de dificuldade, que reprova grandes quantidades de pretensos a advogados por ano. Essa prova aplicada três vezes por ano e é composta de questões teóricas eliminatórias e práticas.

Quanto ganha um advogado.

Uma vez aprovado pela OAB, o advogado pode trabalhar defendendo clientes em ordens civis, penais ou trabalhistas. Na área jurídica para empresas ou em escritórios particulares. Porém boa parte resolve ingressar em carreira pública. De acordo a sua especialização o advogado pode estra inserido em qualquer uma destas áreas:

  • Assessor Jurídico.
  • Consultor Jurídico.
  • Procurador Jurídico.
  • Auditor Jurídico.
  • Planejamento
  • Ensino
  • Controlador Jurídico.

O mercado de trabalho para advogados está sempre aquecido e com grande procura. Na carreira publica o setor mais em alta é o atendimento da população carente.

Um estudo feito pela consultoria Michael Page para o setor jurídico mostra que os salários de um advogado júnior podem variar entre dois mil e quatro mil reais. O que influencia nesta diferença é o local onde está inserido, seja empresa ou nível de região do país. E claro, a área de especialização.

No Rio de Janeiro o sindicato de advogados assegura o salario mínimo de dois mil e trezentos por exemplo. Isto para quem trabalha oito horas diárias ou quarenta horas semanais. Já no Distrito Federal esse valor é de três mil para o mesmo período de trabalho. Também no Distrito Federal paga-se dois mil reais para trabalhar quatro horas diárias.

Existe também uma tabela de salários dos advogados. Essa tabela não serve para base de salário mínimo, porém mostrar a média salarial de diversas áreas e o nível do advogado. De acordo essa tabela, um advogado trabalhista tem a média de dois mil e quinhentos reais mensais nos primeiros três anos exercendo a função. Essa média sobe para três mil com quatro a sete anos. E para quatro e quinhentos a dez mil com sete anos ou mais.

Ainda de acordo essa tabela o advogado que mais recebe bem é o do setor empresarial, podendo chegar a receber até vinte mil por mês em nível de advogado sênior. Você pode acessar a tabela salarial.

Esses períodos de tempo equivalem a:

  • Júnior= Um a três anos exercendo a função;
  • Pleno= Quatro a sete anos na função;
  • Sênior= Sete anos ou mais de advocacia.